Inicio | | Viagens | | Voltinhas | | Manutenção | | TUGATECH | | História da XT |  VELA 

sexta-feira

MAR da PALHA


Tenho Amigos que me têm perguntado.
- mas agora só queres é barcos pah?? e andas a lixar o blog todo com essa "treta" da vela!!
E depois dizem em conversa nas minhas costas
(...há sempre um "bufo" que que se chiba todo eheheh)
- ele anda e anda e ainda vende a XT, porque o gajo está mesmo apanhadinho pelo barco!!
Bom... até tem alguma verdade (mas brevemente vamos contrariar isso)


O portentoso(1) Mar da Palha (Wikipedia)            (1) aquele que tem carácter raro, extraordinário e insólito. 
quem o conhece, sabe do que estou a referir-me
Quem sempre andou pelas margens na segurança da terra firme
não faz ideia (ou pode não saber)...
que tem tanto de bonito, como pode ter de feio,
cria tanta vida, como pode querer ceifa-la,
e disso nunca nos devemos esquecer.




Mas o Portentoso tem sido nosso aliado,
e sempre que vamos um bocadinho mais longe, temos sido poupados,

Desta vez resolvemos ir até Algés, ver a Regatta Real das Canoas"
mais a "Regata Fundação Champalimaud".

e pela manhã bem cedinho lá fomos nós,





Estava a caminho da ponte 25 Abril, e só pensava - e como será ela vista de baixo?
e Cacilhas onde há a junção de correntes e onde se formam as perigosas "bailadeiras",
- será que o Mirror vai ter que lutar, ou vamos safar-nos a isso?
- e Belém ? como será a vista sobre a Torre de Belém? e o Padrão dos descobrimentos? 
- e que mais irei ver? Algo me dizia que iria ter um belo dia.

O dia não era o ideal para tirar fotos, e também só tinha levado a Gopro
mas deu para tirar umas fotos que foram direitinhas para as minhas favoritas.





A beleza de Lisboa ou da Margem Sul vista de dentro do rio é muito diferente daquilo que estamos habituados a ver de terra,

Cacilhas, a grande Almada, Porto Brandão e toda essa margem com a sua encosta,
esconde as milhares de casas, prédios, estradas e gentes que para lá existe...

Lisboa é diferente e está tudo ao monte, ou seja é casas e edifícios por todo o lado, mas salta à vista o Terreiro do Paço e aqueles edifícios vizinhos,

noutras zonas temos enormes navios e paquetes que nos tiram a vista.
De repente tudo se torna pequeno e concentrado, talvez porque estamos a velejar ou a ziguezaguear entre a Lisboa e a Margem Sul.

Belém mais a Ponte 25 Abril, não deixam ninguém indiferentes,
mas a imagem que fica não é isto ou aquilo individualmente,
o que fica é tudo... ou sei lá como explicar isso...

Na doca de Pedrouços fizemos a paragem para almoçar
O almoço que eu levei era fraco, 6 rissóis de camarão e 3 carcaças...
Por alguma razão nunca dou lá grande importância à alimentação nestes dias.

Mas em todo o lado há Amigos(as) e eis que surge um convite para Almoçar a bordo do Veleiro do Joaquim, onde havia comida a montes, bom vinho, bebidas frescas. e até um belo café no final,

Juntando a isso tudo, muita alegria, aquela cumplicidade de quem se conhece, sempre com boa disposição acompanhada daquelas conversas que saiam espontâneamente...

Melhor seria impossível...






Com as velas em baixo, para sair da marina em segurança,
e com o remador de baterias carregadas, era altura de procurar rumo para casa.





Assim que sai da marina tive uma surpresa,
tinha mais de uma centena de velas atrás de mim.

Era o final duma regata e o inicio de outra.







(foto subtraída no facebook)



Encontrei algumas fotos no facebook desse dia...
e lá estava o Mirror do Tejo com as suas pequenas velas laranja no topo do pelotão eheheh
ao lado daquela vela que tem a estrela, lá estava eu... eheheh
(foto subtraída no facebook)


Torre de Belém





e pouco mais há para contar,
a "foto do dia" foi tirada no regresso a casa :



Uma coisa aprendi quando comecei a fazer vela,
onde há embarcações típicas do Tejo, há sempre muita comida e boas gentes...

e o dia acabou com um jantar acompanhado de muita boa disposição e com bebidas frescas a bordo da Canoa do meu Amigo Lázaro.




E foi mais ou menos assim,
talvez o melhor "final" possível de mais um ano, nesta coisa da vela...



https://www.facebook.com/videos/....
musica: Led Zepelim "Stairway To Heaven" (Legendada)







A vela silenciosa, que nos empurra e faz-nos andar até contra o vento... o casco que estala e range...  
a todo o momento temos coisas a deslizar, 
a arrastar e pular no seu interior,
os cabos brilham de tão esticados e outros são autênticos chicotes a estalar.

Muitas vezes cria-se uma espécie de chuva temperada com muito sal que vem de baixo para cima,
e tudo isto é uma extensão do nosso corpo.

Depois vem a nossa alegria, aquela criança que vive ou sempre viveu dentro de nós...

e assim se vai vivendo a vida,
assim se vai gozando a nossa sorte...


2015, foi o inicio e o fim do nosso 3º ano neste mundo,
Aprendemos muita coisa nova, e aprendemos que ainda temos muito para aprender...
E ganhamos varias "medalhas" nas saídas que fizemos: (eheheh)

"Medalha" da Primavera                                             "Medalha" do Verão Ventoso




Voltar à pagina anterior 
(clicar aqui) 



Obrigada pela visita
Edgar

4 comentários: